Vamos falar de Usabilidade?

Como já vinhamos discutindo em posts passados, que aliás são de uma natureza diferente deste, é importante sabermos o que é agregador e o que é algo passageiro, experimental. As mudanças promovidas na interface do Gmail, são visivelmente uma tentativa de evidenciar este serviço da Google, uma forma de mantê-lo atrativo oferecendo mais agilidade em sua usabilidade, talvez essa seja uma tentativa de se diferenciar dos demais concorrentes, uma resposta ao serviço de e-mail Hotmail, que se colocou muito próximo as características de usabilidade, interface e funcionalidade do Gmail. Mas até que ponto essas mudanças são realmente melhorias? Nem tudo que colocam a nossa disposição tem, obrigatoriamente, que ser tomado como verdade absoluta, a Google é uma grande empresa que sempre foi um referencial em Design de interfaces e usabilidade, mas algumas considerações devem ser feitas.

Barra de navegação:

1

A ordem de leitura estrtuturada nessa área parece ter sido estabelecida para comportar todas as funcionalidades que ela oferece, essa quebra na ordem hierarquica causou um amontoamento de informações próximo ao final da leitura, além de ter gerado espaços vazios (retângulos vermelhos), desaproximando algumas funcionalidades que interagem diretamente com os e-mails recebidos.

1

Menu:

3

Analisando o menu, entende-se que eles optaram segmentar por tipo de funcionalidade e a primeira dificuldade que notei foi que o Título “E-mail” não leva o usuário a escrever um novo e-mail (em teoria a principal funcionalidade do Gmail), mas o leva a sua caixa de entrada, funcionalidade que o Título “Entrada” já faz e que os usuários já estão habituados.

O Botão escrever e-mail, localizado na sessão “E-mail”, está diferente dos demais componentes, mas ainda assim apagado, tentaram destacar essa funcionalidade diferenciando das demais, porém os elementos estão agrupados por semelhança e proximidade. Teria sido melhor se ao invés de diferencia-lo, tivessem destacado ele, posicionando-o como primeiro componente abaixo do título “E-mail” e em negrito, por exemplo.

A ideia de criar uma segmentação de funcionalidades, é agrupar funcionalidades com características semelhantes ou que manipulem tipos de informação da mesma natureza. A Sessão “E-mail” poderia muito bem ter agrupado os seguintes itens:

-Rascunho

-Enviados

-Com Estrela.

Tudo bem, a ideia foi criar em “Entrada” um sub-grupo contendo informações referente apenas a caixa de entrada e em “E-mail” agrupar informações referente a contatos, mas será que isso realmente agiliza a navegação? As vezes o usuário pode ter a ideia de escrever um e-mail, mas antes deseja ver o que escreveu em um e-mail anterior, sendo assim, talvez ele precise acessar a sessão “e-mail enviados”, por exemplo, que agora está em outra seção.

Essas alterações levam a pensar que o modelo anterior pode ser melhorado, mas que essa proposta implementada por eles não é a ideal. É possivel manter as caracteristicas “clean” e melhorar a usabilidade criando novos focos de interesse, certamente com um pouco mais de estudo das práticas de seus usuários e de questões hierárquicas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s