Gosto X Estilo


Qual a diferença entre a aplicação de um estilo de trabalho próprio que carregue nossa “assinatura” e façam as pessoas perceberem que aquele trabalho foi realizado por você, e entre nosso gosto pessoal? A linha que divide estes dois pontos é frágil sendo de extrema importância preservá-la para que o desenvolvimento de um projeto seja inteligente e com conceitos reais. Na verdade nosso gosto pessoal é responsável por formação de grande parte de nosso estilo, mas não total. Nosso trabalho como projetistas de peças e/ou interfaces gráficas é tornar algo acessível e interessante para determinado público, este público em questão, é formado por diversos pontos de interesse, por motivações, percepções que são variáveis e que muitas vezes não são compatíveis ou similiares com os nossos, por exemplo

Se estou desenvolvendo um site para ser acessados por um público formado especificamente por mulheres grávidas na faixa dos 25-30 anos, do qual não faço parte, não posso usar uma família de cores agressivas apenas porque acho que os contrastes ficam mais evidentes, devo levar em consideração o tipo de conteúdo que essas mulheres procuram e aplicar elementos concretos e semi-óticos que se harmonizem com este universo e que ofereçam a elas, uma visualização ou uma navegação agradável.

Steve Krug em seu Livro “Não me Faça Pensar” frisa o quão importante é conhecer o seu público, entender como utilizam determinada ferramenta ou visualizam uma informação especifica, na questão das interfaces, os testes de usabilidade podem parecer algo difícil de ser realizado, mas não existem muitas regras e limitações para a realização de um teste desta natureza.

Entendendo até onde podemos deixar nossos interesses influenciarem o projeto, vai ajudar a selecionar as sugestões vindas de outros membros da equipe, cliente contratante ou ainda mesmo dos usuários finais. Muitas vezes podemos ficar surpresos como algo que para nós pareça óbvio passa desapercebido pelos usuários, devemos levar em consideração o tempo despendido junto ao projeto que nos leva a associar de uma forma automática as funcionalidades, posicionamentos e nomenclaturas de determinados elementos que são essenciais para uma navegação ou visualização. Lembrando é claro, que não somos donos da verdade, por vezes temos muita dificuldade em receber boas ideias pelo simples fato de serem concebidas a partir de uma visão diferente da nossa sobre um determinado ponto, a interdisciplinariedade assunto que discutimos no post anterior a este, é uma excelente ferramenta para desenvolvermos uma visão mais ampla onde sugestões válidas ou não agregam algum tipo conhecimento para nós.

O que quero dizer, é que devemos lembrar sempre quem será o target, quais são as suas necessidades e a partir disso entender que o nosso gosto pessoal não pode ser algo referencial, não pode ser tomado como verdade absoluta, é necessário entender todo universo o qual a interface irá interagir e passar a compor, algo que o completedesenvolvendo assim projetos que levem traços do seu estilo o e funcionem perfeitamente para seu propósito.

Anúncios

2 comentários

  1. Henrique Lobo · outubro 15, 2010

    Ótimo post, fica o mesmo recado para os programadores.

  2. Will · março 31, 2011

    Excelente. Por isso a Arquitetura de Informação é tão importante ao processo de desenvolvimento. Fazer pesquisa não apenas de público-alvo, mas também definir objetivos e entender como esses usuários pensam e enxergam os elementos é imprescindível para um bom design e usabilidade de qualquer projeto. Aliado a isso, o trabalho e o “bom gosto” do designer excede os limites.

    Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s