Interfaces Invisíveis

A forma como as pessoas se relacionam esta evoluindo, se moldando e modificando, mas não se enganem, isso não é reflexo dos avanços tecnológicos e sim o contrário. A tecnologia evolui para acompanhar as necessidades inter-pessoais de nossa sociedade moderna e conectada, estamos presenciando um momento em que interagir, compartilhar e distribuir estão consolidadas no cotidiano e vemos claramente o efeito disso na tecnologia.

Por exemplo, os smartphones surgiram como um dispositivo pessoal capaz de realizar ‘n’ tarefas, e o mais importante, possibilitar a interação com outras pessoas de qualquer lugar e a qualquer momento, e com eles as telas começaram a ficar cada vez maiores até um ponto que foi preciso lançar um novo produto, os tablets, que são ferramentas mais voltadas para o conceito de entretenimento. Outras duas tecnologias nas quais a conectividade começa a se integrar são os Televisores e Geladeiras que começam a dar os primeiros passos, permitindo o acesso a redes sociais, ou no caso das geladeiras, também a receitas. A internet começa a se integrar com os objetos de nosso cotidiano, para suprir e se aproveitar desse novo modelo de relação que estamos estabelecendo, você já deve ter ouvido falar da ‘A Internet das coisas’, é exatamente isso.

Mas o que isso representa? Representa uma necessidade da redução de ruído na interação das pessoas com os objetos, o ‘Kinect’ é o maior exemplo disso, agora eu já não preciso do controle que pode ser visto como um elemento mediador entre as minhas ações e as reações que causo no jogo, agora eu interajo quase que diretamente com a máquina, ou seja, a tecnologia que se esforça para entender o que estamos querendo fazer e não mais nós precisamos nos habituar com um conjunto de direcionais, botões, fios para conseguir realizar determinada ação.

Um outro exemplo disso é o termostato ‘Nest’ que aprende como o usuário gosta do clima em determinados dias, horas e épocas do ano e vai se perfeiçoando exigindo o minimo de interferência humana.

Isso na minha opinião, esta ficando cada vez mais consolidado, precisamos de experiências que nos facilitem o uso das coisas, que nos permitam imergir em conteúdos cada vez mais interativos e tudo isso a partir de hardwares menores e por vezes imperceptíveis, a tecnologia esta caminhando pra este caminho, não me assustaria se os smartphones, nosso primeiro exemplo, começassem a passar por uma transformação de formato e dimensão para se tornarem menos incomodo, menos perceptível.

Dizer que as interfaces serão invisíveis, não quer dizer que elas não existirão mais, mas começamos a substituir comandos através de botões, interruptores para ‘gestures’ e comandos de voz, as interfaces vão estar nas coisas e elas serão muito mais competentes em entender o que queremos fazer, trazendo um novo universo de interatividade e possibilidades.

Anúncios

3 comentários

  1. Hugo Cristo · fevereiro 24, 2012

    Por que invisíveis?

  2. Gabriel Pinheiro · fevereiro 27, 2012

    Olá Hugo,

    Invisíveis no sentido de estarem cada vez mais integradas as tecnologias, como por exemplo um tênis que identifica um aumento na velocidade dos passos e entende que aquilo é uma caminhada e inicia o registro dos dados de velocidade, calorias perdidas, o kinect que usei no texto, que não precisa mais de um elemento mediador (controle), o NEST que você me apresentou, são interações que reduzem o ruído e o esforço na adaptação para utilização de determinado objeto. Lógico que ainda existe uma curva de aprendizado, mas acho que muito mais simples.

    Resumindo, Invisíveis tanto no sentido de não utilizarem tantos elementos físicos como botões (novamente o kinect), como também invisíveis no sentido de estarem integradas e interligadas de forma natural aos objetos reduzindo significativamente a curva de esforço para utilização, compartilhamento e distribuição.

    O que você acha?

    Abraço 🙂

  3. cebesjr · março 7, 2012

    Ae meu camarada, curti o artigo, sempre com pontos de vista relevantes!

    abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s